| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Whenever you search in PBworks, Dokkio Sidebar (from the makers of PBworks) will run the same search in your Drive, Dropbox, OneDrive, Gmail, and Slack. Now you can find what you're looking for wherever it lives. Try Dokkio Sidebar for free.

View
 

O Chá de Catarina

Page history last edited by Inpi 14 years, 3 months ago

 Voltar à página principal

 

 

Avaliação da Componente Oral 1

  • Ficheiro de Auto-avaliação disponível aqui 

Alunos Responsáveis:

  • _________________________________________________________________
  • _________________________________________________________________
  • _________________________________________________________________

 

Tempo/Data/Local: 

_____________________________________________________

 

Agenda

  • 10 minutos: Leitura Activa do Texto por colegas a indicar
  • 10 minut0s: Exploração do Texto com questões orientadas
  • 10 minut0s: Funcionamento da Língua 1 - Revisões sobre Homófonas, Homógrafas, Homónimas, Advérbios e Tempos Compostos.
  • 10 minutos: Valoração do texto -  Reflexão sobre como acolhemos aquele que é diferente; reconhecer atitudes corajosas para integração  em meios hostis.
  • 25 minut0s: Exercícios de Aplicação: Homó...,  Advérbios e Tempos Compostos

 

Notas

  • O Suporte escrito deve incluir o Manual, a lista dos colegas da Turma, material de escrita, folhas com as respostas às questões e com a revisão de conteúdos.
  • As vozes dos Alunos Responsáveis por esta aula devem estar bem colocadas, de modo a serem ouvidas em toda a sala
    • Os Alunos Responsáveis devem falar pausadamente
    • Os Alunos Responsáveis devem moderar as intervenções dos colegas

 

Itens da Acção

  • Interpelar os colegas para lerem; orientar a leitura, eventualmente corrigi-la. 
  • Interpelar os colegas para interpretarem o texto, moderando as intervenções.
  • Participar activamente na exploração do texto e contextualizar os factos narrados na respectiva época histórica.
  • Rever os conteúdos com clareza e pausadamenteacompanhar a exposição com o suporte escrito dos apontamentos julgados necessários.
  • Finalizar a aula com exercícios que permitam aos colegas consolidar a aplicação desta matéria.

 

Apoio à Exploração do Texto

 Um exemplar pode imprimir-se aqui.

 

1ºPeríodo – 2ªa Etapa

Lições nº                                                                                            Data _______

             

Turma _____

Aula dada por:_________________________________________________________

_____________________________________________________________________

 

O CHÁ DE CATARINA

1. A princesa era baixinha, de tez morena e cabelos escuros, um modelo ibérico de beleza feminina e devia ter um queixo forte e bem marcado, como é próprio das pessoas determinadas.

 

2. D. Catarina casou com D. Carlos II de Inglaterra.

 

3. Ela foi viver para a corte inglesa, em Londres, provavelmente no palácio de Buckingham.

 

4. A princesa introduziu, na sociedade inglesa,  a tradição de beber chá por volta das cinco da tarde.

 

5. O texto não explica como se deu a difusão desse hábito, mas supõe-se que tenha bastado o facto de a mulher do rei de Inglaterra tomar chá, todos os dias, a uma hora certa, para logo toda a corte a imitar.

 

6. Em honra de D. Catarina, deu-se o nome de Queen’s  a um dos hoje mais famosos bairros da cidade de New York, que era, na época, uma colónia inglesa.

 

7. Esta expressão coloca em contraste a beleza exterior, que pode resultar, por exemplo, da harmonia dos traços do rosto e as qualidades de um carácter bem formado, as quais constituem uma espécie de beleza invisível, mas bem real, pois com consequências imediatas na vida das pessoas, que continuamente se relacionam e tomam decisões e não apenas se contemplam umas às outras.

 

8. Não deve ter sido fácil viver o seu catolicismo no meio de protestantes, uma vez que, no passado, houve tantas lutas fratricidas entre estas duas formas de cristianismo. Hoje em dia, pensamos que o valor mais elevado é o da pessoa em si mesma, independentemente da sua religião, raça ou convicções e essa mentalidade é profundamente cristã, isto é, o cristianismo tende a superar-se a si mesmo em direcção a todo e qualquer outro, tal como Cristo fez. Mas, ao mesmo tempo, este pressuposto sobre a superioridade da pessoa humana como valor supremo traz consigo novas implicações de defesa da vida de qualquer pessoa, seja ela um prisioneiro condenado, um doente terminal ou um embrião recém concebido. E aí a mentalidade humana ainda mal começou a caminhar.

 

9. Xenofobia – do grego, ódio rácico ou rejeição por causa da raça; no caso da nossa princesa, tal não sucedeu, pois a sua forte personalidade soube impor-se aos preconceitos da corte.

 

10. Toleradas – admitidas; hábito – costume; repudiou – rejeitou; cativar – seduzir.

11. 1. Homónimas; homógrafas; Homófonas, pois têm o mesmo som, mas grafia e significado diferentes.

 

12. a) Não – Advérbio de Negação. b) Nunca – Advérbio Adjunto de Tempo. c) Sempre – Advérbio Adjunto de Tempo. Muito – Advérbio de Intensidade: d) Antigamente – Advérbio Adjunto de Tempo. Bastante – Advérbio de Intensidade. e) Amanhã – Advérbio Adjunto de Tempo. Bem – Advérbio de Intensidade.

 

14. a) Tem estado – Pretérito Perfeito Composto do Indicativo. b) Tínheis saído – Pretérito Mais que Perfeito Composto do Indicativo. c) Fará - Futuro do Indicativo. d)Terão ido -  Futuro Composto do Indicativo. e) Teríamos gostado -  Condicional Composto. f) Vão - Presente do Indicativo. Conseguirem – Futuro do Conjuntivo. g) Estudara – Pretérito Mais que Perfeito do Indicativo. Acabou – Pretérito Perfeito do Indicativo. Adoecer – Infinitivo.

h) Tinham escrito – Mais que Perfeito Composto do Indicativo.

 

 

 

 

 

15. Verbos Cumprir e Saber:

I Modo: Indicativo

1. Pretérito Perfeito Composto 2. Pretérito Mais que Perfeito Composto3. Futuro Composto

Eu tenho cumprido                               Eu tinha cumprido                          Eu terei cumprido

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Eu tenho sabido                                 Eu tinha sabido                                Eu terei sabido

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

III Condicional

Eu teria cumprido                               Eu teria sabido

________________________________________________

________________________________________________

_________________________________________________

_________________________________________________

__________________________________________________

Caixa de texto: Lenda – Narrativa de carácter maravilhoso, que tem por base um facto histórico e um herói popular, que se transforma pelo poder da poesia e da imaginação. Sites que podes consultar: www.favoritus.net e www.wikipedia.com Aqui poderás encontrar diversas lendas portuguesas.

 

 

 

 

Temp.Compostos

 

 

 

 

               Indicativo                                                               Condicional

___________________________________

 

 

 

 

Pretérito                             Pretérito +                               Futuro

Perfeito                              Q Perfeito                                Composto                                     Condicional

Composto                          Composto                                                                                       Composto

 

Tenho … ado                   Tinha … ado                             Terei … ado                                  Teria … ado

                ido                                   ido                                            ido                                                 ido

 

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.