| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Work with all your cloud files (Drive, Dropbox, and Slack and Gmail attachments) and documents (Google Docs, Sheets, and Notion) in one place. Try Dokkio (from the makers of PBworks) for free. Now available on the web, Mac, Windows, and as a Chrome extension!

View
 

A Raposa e o Corvo

Page history last edited by Inpi 12 years, 1 month ago

Este Ficheiro encontra-se aqui

Fábulas de La Fontaine O Corvo e a Raposa p. 59 e 60

Características do Texto Poético - O que são Interjeições - O que são Onomatopeias.

Mestre Corvo, numa árvore poisado,

No bico segurava um belo queijo.

Mestra raposa, atraída pelo cheiro,

Assim lhe diz, em tom entusiasmado:

- Olá, Bom-Dia tenha o Senhor Corvo,

Tão lindo é: uma beleza alada!

Fora de brincadeiras, se o seu canto,

Tiver das suas penas o encanto,

É de certeza o Rei da Bicharada

 

Ouvindo tais palavras, que feliz

O corvo fica; e a voz quer mostrar:

Abre o bico e lá vai o queijo pelo ar!

A Raposa o agarra e diz: - Senhor,

Aprenda que o vaidoso se rebaixa

Face a quem o resolve bajular.

Esta lição vale um queijo, não acha?

O Corvo, envergonhado, vendo o queijo fugir,

Jurou, tarde demais, noutra igual não cair

Características do Texto. Poético

 

1. Organizado em Estrofes

2. Escrito em Versos

3. Apresenta Rimas: ado/ado

4: Tipo de Rima: Interpolada (ABBA)

5: Ritmo : decassílabo ( !0 sílabas por verso)

Interjeições – Expressões que transmitem emoções, sentimentos . Ex. Bolas! Chiu! Olá!Viva…http://pt.wikipedia.org/wiki/Interjeição

Onomatopeias – Expressões que imitam sons. Ex. Bum! Zzzzzhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Onomatopéia

Palavras onomatopaicas – palavras cuja sonoridade imita o som daquilo que significam. Ex. Ribombar, tamborilar… 

 

   Tipologias Textuais: A Fábula pertence ao Texto Literário, Património Oral e tradicional.

Características:  Narrativa em prosa ou em verso, em que as personagens são, geralmente, animais personificados e que contém uma moralidade para aplicar na vida.

       

 1. O Corvo e a raposa intervêm nesta fábula.

2. A raposa sentiu-se atraída pelo queijo.

3. Ela cativou o corvo elogiando a sua suposta beleza.

4. "Se o seu canto/ tiver das suas penas o encanto/"

5. O corvo não só acreditou no falso elogio como ainda quis mostrar como era verdadeiro, abrindo o bico que segurava o queijo...

6. Sim: "O Corvo...vendo o queijo fugir/"

7. A moralidade da fábula consiste em mostrar como a vaidade nos faz aceitar a bajulação que apenas pretende explorar-

-nos.

1. O Corvo é elogiado pela Raposa...

2. O Corvo sente-se envaidecido...

3. Então, o Corvo abre o bico e o queijo cai.

4. A raposa fica com o queijo.

8.
 

9.  Nos versos 13, 14 e 15 encontra-se a moralidade da Fábula. Quando se é vaidoso, acredita-se facilmente num elogio que nos façam, mesmo que este não só não seja sincero como ainda pretenda manipular-nos para fins inconfessáveis.

10. A esperteza, a manha e a insinceridade são características atribuídas à raposa.

11. Neste texto, as características mais evidentes são a arte de mentir e de se aproveitar das fraquezas alheias para os seus próprios fins.

12. Sentiria a justiça escondida dentro daquela fraude e trataria de rejeitar a vaidade.

13. a) Alada - com Asas. 13. b) Bajular - elogiar com falsidade. 14. Corvo-fêmea. 15. En + vergonha + ado - Derivada por prefixação e sufixação. 16. "Olá" - exprime uma saudação, aqui repleta de ironia. 17. "Olá, bom trabalho para todos." 18. "- Ah, que beleza de plumas! Oxalá pudesse ouvir a tua voz..."" - Ui, perdi o meu belo queijo!

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.